quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

carta

Querida T.
Sei que a distância é uma coisa chata. , os caminhos são excitantes mas deveriam existir atalhos para as emergências.
Se bem que se, você, pensa comigo desse lado aí, se os atalhos existissem deixaríamos de aprender com o caminho todo. A distância separa nossas mãos, mas nossos olhos atravessam a ponte. Posso fecha-los agora e te enxergar. Você sabe.
Me sinto só. Mas sei que estamos juntas no hoje e no sempre.
Com melancia gelada, esmalte prata e cabelo no ombro. Eu te amo (quando é sincero não se torna clichê).
Beijos 26/09/05/10/1996/1991. Touro, libra, gêmeos, touro. Vênus.
Com amor, saudade e sono.

Um comentário:

Tainá Caom de Almeida disse...

NOSSA. não tenho nem o que falar né.
simplesmente nós, tudo!
te amo mais que tudo. você entende.
você sabe que sou eu. me.
e aguarde nessas 24hr e mais algumas...